Concurso Nacional Unificado: decreto é publicado com as regras e comissão

09/12/2023 - 21:37

Foi constituída a comissão de governança do Concurso Nacional Unificado, também conhecido como “Enem dos Concursos”, cujos membros tiveram seus nomes divulgados no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 20.

A responsabilidade da comissão de governança será estabelecer as diretrizes e regras gerais para a realização do Concurso Nacional Unificado, incluindo prazos e metas. A equipe é composta pelos seguintes representantes:

  1. Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos – MGI
    • Titular: Regina Coeli Moreira Camargo (Coordenadora da Comissão)
    • Suplente: Cristina Kiomi Mori
  2. Advocacia-Geral da União (AGU)
    • Titular: Armando Miranda Filho
    • Suplente: Guilherme Brum de Almeida
  3. Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República
    • Titular: Andrea Cordeiro de Souza
    • Suplente: Marina Godoy Guimarães Frota
  4. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)
    • Titular: Ricardo Magalhães Dias Cardozo
    • Suplente: Isabel Cristina Silva Chagas
  5. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
    • Titular: Fernando Gaiger Silveira
    • Suplente: Alexandre dos Santos Cunha
  6. Fundação Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
    • Titular: Alexandre de Ávila Gomide
    • Suplente: Magali Zilca de Oliveira Dantas

Conforme previsto no decreto, o Concurso Nacional Unificado contará com duas comissões, sendo esta a primeira delas, anunciada no Diário Oficial.

A segunda equipe refere-se ao Comitê Consultivo e Deliberativo, que atuará como comissão organizadora do Concurso Nacional Unificado. Seu papel incluirá a validação e aprovação das ações, do plano de trabalho e do acompanhamento da seleção. Esta equipe será composta por um representante de cada um dos órgãos que aderiram ao CNU, abrangendo diversas instituições e oferecendo um total de vagas diversificado para diferentes áreas e ministérios.

O grupo será composto por um representante de cada um dos órgãos que confirmaram adesão ao CNU, sendo eles:

  • IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística): 895 vagas;
  • Funai (Fundação Nacional dos Povos Indígenas): 502 vagas;
  • Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária): 742 vagas;
  • Mapa (Ministério da Agricultura e Pecuária): 440 vagas;
  • Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia): 80 vagas;
  • MTE (Ministério do Trabalho e Emprego): 900 vagas;
  • Ministério da Saúde: 220 vagas;
  • AGU (Advocacia Geral da União): 400 vagas;
  • Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar): 40 vagas;
  • Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica): 40 vagas;
  • Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários): 30 vagas;
  • ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar): 35 vagas;
  • MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços): 110 vagas;
  • MCTI em partes (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação): 296 vagas;
  • MJSP (Ministério da Justiça e Segurança Pública): 130 vagas;
  • MinC (Ministério da Cultura): 50 vagas;
  • MEC (Ministério da Educação): 70 vagas para ATPS;
  • MDHC (Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania): 40 vagas;
  • MPI (Ministério dos Povos Indígenas): 30 vagas;
  • MPO (Ministério do Planejamento e Orçamento): 60 vagas;
  • MGI (Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos) e as carreiras transversais: 1.480 vagas;
  • Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira): 50 vagas.

Concurso Nacional Unificado deve ter banca definida em outubro!

Concurso Nacional Unificado deve ter banca definida em outubro!

Governo Federal cria página oficial para o Concurso Nacional Unificado

Governo Federal cria página oficial para o Concurso Nacional Unificado

Apostilas de estudos!

Encontre aqui Apostilas digitais para Concurso Públicos e Processos Seletivos.

Veja mais!

whatsapp